domingo, 24 de abril de 2011

Escorrega, dor.

Amores líquidos, relações líquidas, paixões líquidas. Escorrem, correm. Tenta-se segurar pelo centro, pelas pontas. Fogem. Indicam novo caminho, apontam novas direções. 'Esteja sempre com a mochila pronta, não se envolva, não se entregue', é o que se ouve. Se entregar, se deixar levar? Efemeridade. Indecisão.

"deixa estar que o que for pra ser vigora". verdade?

Um comentário:

  1. Verdade, verdadeira.
    Mas, como sempre, sua solidez de caráter prevalece!

    ResponderExcluir