quarta-feira, 8 de setembro de 2010

O que se passa..

Eram os dois amigos conversando entre uma cerveja e outra.

Um deles cita Caio F. : "Tô exausto de construir e demolir fantasias. Não quero me encantar com ninguém.". O outro questiona o motivo. Era mais do mesmo. Por mais que o primeiro tentasse, os caminhos sempre o levavam ao mesmo sorriso aberto e olhos brilhantes.
O que se seguiu foi a seguinte questão:

"Não sei o motivo de vocês dois não estarem juntos , até hoje. Vocês são o casal não-casal mais casal que eu conheço. Vocês implicam como casal, se orientam como casal, quando se juntam passam por casal, embora não se beijem e talvez não se toquem tanto. Porém, meu amigo, poucas vezes vi um olhar tão cúmplice, tão intimo, tão tocante quanto o que vocês tem um para o outro. A química de primeira ordem, por assim dizer, de vocês é fantástica. Calma, não terminei. Eu acreditava - na verdade, eu e as torcidas dos times de vocês - que após o imbróglio todo, vocês estariam juntos. Mais juntos, você entendeu o que quis dizer. É questão de merecimento, de encaixe da coerência final de todas as coisas, de providência divina. É ponto de partida inegável que formam dois inteiros que completam a existência de um universo que vocês bem quiserem.
Vocês são tão bons juntos, que a individualidade de vocês é aparente, mas alcançam, veja bem, alcançam sem fazer força uma compensação de tornarem suaves as duas presenças.
E esses sorrisos de vocês? Vocês iluminam onde estão. Cara, viu? Já estou ficando piegas igual a você. O que eu quero dizer é: Eu acredito que vocês são o melhor plano de um para o outro. Sei que você enxerga isso, e não sei porquê você ainda não tomou decisões fortes".

"É que não é simples, não sei da minha credibilidade nessa seara. Além do mais, se eu disser eu perco, mas se eu não disser, também. E isso é muito complicado."

E com aquele velho drama, o amigo questiona: "Vai deixar a mulher da sua vida passar?"
"É muito mais ato de vontade dela. Eu já dei todas as bandeiras, ela é esperta demais para não saber o que se passa.."

Os dois param e sorriem, porque no som está tocando: "quando é que você vai sacar que o vão que suas mãos fazem é porque você não está comigo?!".

Então, deixa ser como será.

Um comentário:

  1. Isso é a vida, meu irmão querido. Adorei o post. Me vejo em você.
    Beijos.

    ResponderExcluir